Vanderlan Cardoso | Foto: Reprodução
Vanderlan Cardoso | Foto: Reprodução

O candidato a prefeito de Goiânia Vanderlan Cardoso (PSD) criticou mais uma vez a possibilidade de aliança entre MDB e PT no 2º turno das eleições na capital.

“O PT e MDB fizeram uma dobradinha, neste 1º turno, para me atacar. O ataque sincronizado do MDB dos Vilela e do PT mostra que já estava acertado nos bastidores uma dobradinha dos dois partidos para o 2º turno”, disse.

Para Vanderlan, Iris Rezende (MDB) foi candidato em 2016 para “resgatar” Goiânia após a administração de Paulo Garcia (PT), que deixou a prefeitura com quase R$ 1 bilhão de dívidas.

“Eles querem voltar a dobradinha que levou Goiânia ao atraso”, afirmou.

Coligação

Além dos partidos coligados  (PSD, PSC, Democratas, Progressistas, PTB, PMN e Avante), o grupo de Vanderlan já começou a conversar com candidatos derrotados no 1º turno em busca de alianças.

“Já temos conversado com o Allysson Lima (SD), Virmondes Cruvinel (Cidadania), Dra. Cristina (PL) e o Gustavo Gayer (DC)”, adiantou.

As declarações foram feitas em entrevista às rádios Paz e Vinha FM nessa 3ª feira (17).

É falso que Caiado estuda fechar o comércio de novo em Goiás


Acompanhe a Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook