'Estou preparada para a Câmara após auxiliar Maguito e Gustavo'

ELEIÇÕES EM APARECIDA | Candidata a vereadora, Valéria Pettersen foi secretária na gestão dos 2 últimos prefeitos

A candidata a vereadora Valéria Pettersen (MDB), caso seja eleita, pretende levar para a Câmara Municipal de Aparecida de Goiânia a experiência que adquiriu atuando no Poder Executivo.

“Tenho muita experiência com planejamento e com captação de recursos”, citou Valéria.

Para ela, os vereadores devem atuar ativamente para angariar recursos dos governos federal e estadual.

“A Câmara Municipal deve elaborar projetos e buscar também recursos, auxiliar a prefeitura”, apontou a candidata em entrevista à reportagem.

Em relação a isso, Pettersen ressalta o desempenho a frente de importantes pastas, tanto em parte nas gestões emedebista do ex-prefeito Maguito Vilela quanto durante todo o mandato de Gustavo Mendanha.

No comando de Projetos e Captação de Recursos, Valéria se destacou na articulação e desenvoltura junto aos Ministérios.

Valéria Pettersen | Foto: Reprodução
Valéria Pettersen | Foto: Reprodução

Quando conseguiu ampliar a rede de relacionamento do município com Brasília e trazer investimentos.

A proatividade de Pettersen chamou a atenção até do então chefe, Maguito.

Uma vez que o nome dela foi cogitado até para a sua sucessão na prefeitura.

A respeito desse assunto, a candidata enfatizou que a escolha por Gustavo foi acertada e que trabalha em equipe.

“Trabalhamos em grupo e pensamos em projetos para Aparecida. Tanto é que foi chamada para ser secretária no governo de Gustavo”, frisou.

Valéria era titular da Educação e se desincompatibilizou para a candidatura.

E, nessa área ela também demonstrou comando. Para se ter ideia, os investimentos na rede de ensino municipal foram ampliados em 28,9% entre 2018 e 2019, de acordo com o Anuário de Finanças dos Municípios.

Parlamento

Como vereadora, Valéria vê a possibilidade de se fazer muito.

“Tenho projetos para a Educação, mas quero também valorizar a produção cultural de Aparecida”, prometeu.

Questionada sobre uma lei de incentivo à Cultura, Pettersen lembrou que já existe, mas que não se definiu de onde viria os recursos.

Já a acerca da ausência de uma mulher na Câmara, a candidata disse ser essencial o município contar com vereadoras, devido a sensibilidade em tratar de assuntos voltados para esse público.

Dentre os quais, por exemplo, o empreendedorismo feminino.

“Aparecida tem uma grande produção de têxteis. Daqui sai tecidos para vários estados, como Minas Gerais. Podemos desenvolver polos de confecções aqui mesmo. E, isso, não irá gerar trabalho e renda apenas para as mulheres, mas para todos”, projeta.

LEIA MAIS: Valéria Pettersen celebra ‘uma das maiores carreatas de 2020’ na cidade


Acompanhe a Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook