Intransigente, Paulo Garcia pode obter nova derrota na Câmara Municipal

O prefeito está cada vez mais desgastado e a aprovação na Câmara Municipal não será fácil
O prefeito está cada vez mais desgastado e a aprovação na Câmara Municipal não será fácil

por Ronaldo Coelho – Paulo Garcia (PT) não abre mão dos 57,8% de reajuste para o IPTU, ao exercício de 2015, e, diante da intransigência, o prefeito de Goiânia poderá sofrer nova derrota, em plenário, na Câmara Municipal, durante votação do projeto esta semana.

Como se sabe, em dezembro de 2013, a proposta do prefeito – 36% de reajuste do imposto – foi rejeitada pelos vereadores. A base aliada propõe aumento de 30% a 35%, mas o Paço não cede. Se não negociar, o prefeito vai perder e Goiânia terá reajuste do IPTU, em 2015, apenas de acordo com o índice inflacionário deste ano.

Comentários do Facebook