O senador goiano Jorge Kajuru (PSB) usa uma caneta e óculos de espião dentro do Congresso Federal.

Ou pelo menos é o que ele tem dito a colegas parlamentares.

A informação foi divulgada em nota da coluna de Lauro Jardim, do jornal “O Globo”.

Segundo a publicação, Kajuru “cultua a autoimagem de personagem bomba-relógio”.

Os objetos de “espionagem” teriam câmeras acopladas para flagrar comportamentos ilícitos.

A caneta, segundo o próprio Kajuru, foi um presente do amigo e também jornalista José Luiz Datena.

“Só uso quando alguém vem falar coisas estranhas comigo!!!”, escreveu o senador no Twitter sobre o caso.

Kajuru diz que só usa caneta e óculos de espião quando alguém vai falar "coisas estranhas" com ele | Foto: Reprodução / Twitter
Kajuru diz que só usa caneta e óculos de espião quando alguém vai falar “coisas estranhas” com ele | Foto: Reprodução / Twitter

Kajuru e Gilmar Mendes

Kajuru tem sido figura constante no noticiário nacional desde que assumiu cadeira no Senado.

Uma de suas principais bandeiras nesse início de mandato é a criação da CPI da Lava Toga, para investigar o Judiciário brasileiro.

Mas o maior alvo das críticas do senador é mesmo o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes.

“Queremos saber como você tem R$ 20 milhões de patrimônio. De onde tirou? De Mega Sena? Herança de quem? Foram das sentenças que você vendeu, seu canalha”, disse Kajuru em entrevista à Rádio Sagres 730 na última sexta-feira, 29.

Em vídeo gravado no seu gabinete, o ex-vereador de Goiânia diz que tem um verdadeiro dossiê sobre o ministro.

Os documentos formariam a base de um pedido de impeachment de Gilmar.

“Venha! Estou armado até os dentes, Gimar Mendes”, vociferou.

Após entrar em coma glicêmico, Kajuru é internado às pressas


Acompanhe o Folha Z no Instagram (@folhaz), no

Comentários do Facebook