Ninho tucano: Professor Alcides acha prévias necessárias quando não há o entendimento

Alcides quer ser candidato a prefeito pela oposição e de preferência com o apoio de toda a base do governo estadual / Foto: divulgação
Alcides quer ser candidato a prefeito pela oposição e de preferência com o apoio de toda a base do governo estadual / Foto: divulgação

As prévias do PSDB em todas as cidades goianas com mais de 100 mil eleitores, onde o partido tem mais de um pré candidato a prefeito, marcadas para o dia 21 de fevereiro transvem de encontro ao que defende o Professor Alcides Ribeiro, um dos pré candidatos tucanos em Aparecida de Goiânia.

Ele entende que a realização de um levantamento antecipado auxilia a sigla no monitoramento das condições que cada postulante tem e evita o acirramento dos ânimos internos, comum nas convenções, além de atender a uma prerrogativa estatutária do PSDB: “O estatuto do PSDB é um documento interessantíssimo. Foi feito com base nos princípios sociais democratas, onde a valorização das disputas internas é nítida. Entendendo que elas valorizam a legenda e legitima a candidatura majoritária. O estatuto mostra ainda que desde a fundação o PSDB tinha a consciência que seria uma grande legenda da política brasileira, logo, com mais de uma postulação nos pleitos executivos e por isso a disputa interna já ficou normatizada com regras democráticas e como tais civilizadas”, adianta o pré candidato.

LEIA MAIS: Unifan promove repintura de escolas públicas em Aparecida de Goiânia 

Professor Alcides declara ainda que prévias são instrumento que preserva o partido na disputa externa: “Nossas disputas internas não podem nos prejudicar nas disputa externas. Ou seja, findo o processo de escolha do nome, é preciso que escolhido e preterido deem as mãos e passem a trabalhar pelo objetivo maior que é de dar ao partido a vitória nas urnas. As prévias auxiliam na preservação desse objetivo, pois evita os excessos das disputas na convenção”.

O Professor Alcides anunciou sua pré candidatura a prefeito pelo PSDB tão logo se filiou à legenda, em setembro de 2015. Nesses quatro meses ele procurou realizar a pré candidatura com foco no crescimento da legenda em Aparecida de Goiânia e na união das oposições em torno de um mesmo projeto na cidade.

No que diz respeito ao crescimento do partido ele cuidou de estabelecer a sede do partido, que até então não tinha endereço na cidade, aproximar a cúpula partidária das lideranças de base, atrair novas filiações, sobretudo de lideranças com perfil que atende aos princípios da social democracia, valorizar aqueles que já estavam na sigla quando ele chegou.

Professor Alcides tem percorrido, quase que diariamente, os bairros de Aparecida / Foto: Valdemy Teixeira
Professor Alcides tem percorrido, quase que diariamente, os bairros de Aparecida / Foto: Valdemy Teixeira

Para o professor a oposição fragmentada fortalece os nossos adversários

No que diz respeito ao outros partidos, o Professor Alcides afirma que trabalha para que todos entendam a necessidade de união das oposições em torno de uma mesma candidatura majoritária, para que essa candidatura tenha força e vença a eleição: “Não tenho dúvida de que unida a oposição não perde a eleição. A oposição em Aparecida de Goiânia é composta pelos partidos que compõem a base do governador Marconi Perillo, então é justo que esse conjunto marche unido com um nome que tenha o respaldo do governador. Unida a oposição vence a eleição e fragmentada ele fortalece os nossos adversários”.

O Professor Alcides afirma que já conversou com representantes de todos os partidos da base do governador, procurando entender o que cada uma dessas lideranças pensa sobre o processo: “Os representantes dos partidos da base do governador tem um objetivo em comum – vencer a eleição em Aparecida. Se todos querem a mesma coisa então é justo que todos estejam em um só projeto. Mostrei isso aos membros dos partidos. Posso afirmar com tranquilidade de que todos eles entenderam os motivos que prego a união e tão logo meu nome esteja homologado, vou voltar a conversar com cada um deles, para fechar o grupo em torno de um só nome”.

Conversa

Mesmo entendendo que a realização das prévias é um instrumento democrático e estatutário dentro do PSDB, o Professor Alcides afirma que se houver condição a realização pode ser evitada. Ele assegura que está aberto as conversações com as lideranças em busca do entendimento e se esse vier haverá um ganho a mais para o partido: “O fato de ser um instrumento democrático e estatutário, não significa que as prévias são obrigatórias. Elas só se justificam quando não acontece o entendimento entre os pré candidatos, havendo a realização se torna desnecessária. Até o dia 21 de fevereiro vou conversar com os membros do partido, com os outros pré candidatos e tentar o entendimento e esse acontecendo as prévias não acontecerão, caso o entendimento não aconteça vamos para a disputa das prévias, com equilíbrio e civilidade”.

Comentários do Facebook