Por 56 votos a 18, Senado elege Renan Calheiros para presidente

Vitória tranquila de Renan
Vitória tranquila de Renan

O Senado elegeu o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) para comandar a Casa pelos próximos dois anos. Vitorioso por 56 votos, presentes 78 senadores em Plenário, Renan assume pela segunda vez a presidência da Casa.

Acusações

Alagoano, nascido em 1955 na cidade de Murici, ele foi deputado estadual, duas vezes deputado federal e está no seu segundo mandato de senador. Foi ministro da Justiça no governo de Fernando Henrique Cardoso e, em 2007, renunciou à presidência do Senado em razão de acusações apresentadas ao Conselho de Ética da Casa.

O candidato derrotado, senador Pedro Taques (PDT-MT), apoiado pelo PSDB, DEM, Psol e PSB obteve 18 votos. Antes da votação Taques subiu à tribuna e realizou um discurso de derrota. “Sei que a nossa derrota é certeira, transparente, inevitável, aritmética”, afirmou o senador. Pedro disse ainda que a Renan Calheiros seria eleito em meio ao silêncio dos covardes.

 

Comentários do Facebook