Prefeitura busca economias na folha de pagamento

Prefeito precisará fazer cortes para manter folha de pagamento em dia
A expectativa é de que as alterações resultem em economia de até R$ 80 milhões aos cofres públicos

A Prefeitura de Goiânia realizou, no dia 25 de março, reunião com a equipe da Fundação Getúlio Vargas (FGV), contratada para fazer auditoria na folha de pagamento dos servidores da administração municipal. Os trabalhos da FGV começaram em setembro do ano passado e devem durar um ano. O objetivo é verificar se a folha está dentro da legalidade, apontar possíveis irregularidades e soluções.

A FGV está fazendo a revisão dos salários do funcionalismo público municipal, incluindo ativos, inativos, comissionados e pensionistas da administração direta e indireta do município, o que totaliza cerca de 150 mil pessoas. Desde o início do ano, a FGV tem mostrado resultados preliminares dos trabalhos e, no dia 25, foi apresentado mais um relatório parcial.

Com o resultado do cenário apresentado até agora, Paulo Garcia propõe uma reestruturação administrativa. A expectativa é de que as alterações resultem em economia de até R$ 80 milhões aos cofres públicos.

Comentários do Facebook