Se Paulo não recuar, reajuste no IPTU não será aprovado, afirma vereadores da base

Segundo o “Bloco Moderado” dos vereadores da base, 30% seria um valor razoável para aprovação
Segundo o “Bloco Moderado” dos vereadores da base, 30% seria um valor razoável para aprovação

Paulo Garcia (PT) tem uma semana decisiva pela frente. O prefeito da capital fez um projeto que aumenta o IPTU em aproximadamente 60% no próximo ano e 30% em 2016, porém, nem mesmo os vereadores da base aliada apoiam o gestor de Goiânia.

Segundo o “Bloco Moderado” dos vereadores da base, 30% seria um valor razoável para aprovação. Porém, assim como Paulo, o secretário de Finanças, Jeovalter Correia, não tem intenção de ceder.

Com o intuito de mandar um recado ao prefeito, os vereadores trancaram a matéria na Comissão de Constituição e Justiça, que é presidida pelo vereador Carlos Soares (PT), sendo que o projeto deve ser votado até dia 20 para valer no ano que vem. Com isso, ou o prefeito recua, ou o projeto não passa.

Comentários do Facebook