Sem acordo com os professores, vereadores de Aparecida de Goiânia continuam sem trabalhar

Professores em greve invadem o plenário da Câmara de Vereadores de Aparecida / Foto: Reprodução
Professores em greve invadem o plenário da Câmara de Vereadores de Aparecida / Foto: Reprodução

Através de nota enviada à imprensa, a mesa diretora da Câmara Municipal de Aparecida de Goiânia comunicou que as sessões ordinárias da Casa continuaram suspensas devido à ocupação dos professores grevistas, desde a manhã da última terça-feira, 9.

Presidente da Câmara espera que não seja necessária a utilização de força policial para retirar os professores do plenário   / Foto: divulgação
Presidente da Câmara, Gustavo Mendanha, espera que não seja necessária a utilização de força policial para retirar os professores do plenário / Foto: divulgação

Intimação

De acordo com a nota, o presidente da Câmara, vereador Gustavo Mendanha, do PMDB, lamenta a desobediência dos ocupantes, que se recusaram a assinar a intimação já deferida pela Justiça que concedeu a reintegração de posse do prédio.  Apesar da ocupação, os grevistas, que afirmaram ser desfilados do Sindicato da categoria, o Sintego, pediram um prazo até amanhã, sexta-feira, 12, quando acontece mais uma assembleia, para só então deixarem o plenário da Câmara.

Gustavo Mendanha disse que reafirma seu compromisso com a educação aparecidense e torce por um desfecho pacífico, sem a necessidade de utilização da força policial.

Comentários do Facebook