Brasileiro leva ‘Nobel’ na matemática

Além de Ávila, também foram condecorados o canadense Manjul Bhargava, o austríaco Martin Hairer e a iraniana Maryam Mirzakhani (Foto: Wikipédia)
Além de Ávila, também foram condecorados o canadense Manjul Bhargava, o austríaco Martin Hairer e a iraniana Maryam Mirzakhani (Foto: Wikipédia)

O matemático Artur Ávila, de 35 anos, foi premiado com a Medalha Fields, o prêmio máximo do mundo no seu campo de estudo. O carioca foi o primeiro a receber essa medalha, anunciado como merecedor da láurea máxima da União Internacional de Matemática (IMU, na sigla em inglês), durante o Congresso Internacional de Matemáticos, nesta terça-feira, na Coreia do Sul.

“Artur Ávila fez notáveis contribuições no campo dos sistemas dinâmicos, análise e outras áreas, em muitos casos provando resultados decisivos que resolveram problemas há muito tempo em aberto”, escreveu o comitê da IMU no anúncio do prêmio.

Artur se disse muito satisfeito e aliviado, além de considerar a premiação muito merecida para a importância da matemática brasileira.

Comentários do Facebook