Após nova fuga de presos, José Eliton diz que sistema prisional está falido

Vice-governador e secretário de Segurança Pública de Goiás, José Eliton (PSDB), falou de vários problemas no sistema prisional brasileiro | Foto: Guilherme Coelho/Folha Z
Vice-governador e secretário de Segurança Pública de Goiás, José Eliton (PSDB), falou de vários problemas no sistema prisional brasileiro | Foto: Guilherme Coelho/Folha Z

Na madrugada do último domingo, 6, dois presos fugiram da carceragem da Delegacia Estadual de Capturas (Decap), no Complexo de Delegacias Especializadas, no Setor Cidade Jardim. Comentando sobre o caso, o vice-governador e secretário de Segurança Pública de Goiás, José Eliton (PSDB), falou de vários problemas no sistema prisional brasileiro (VEJA VÍDEO ABAIXO).

Segundo o secretário, “o sistema prisional é uma situação muito delicada, não só em Goiás, mas no Brasil inteiro”. Falando com jornalistas na manhã desta segunda, 7, Eliton disse que a situação está à beira do caos e que o Brasil precisa encontrar um caminho e soluções efetivas para o sistema penitenciário.

“Não adianta discutir endurecimento, fim de regime de progressão de pena ou fim das penas alternativas se nós não tivermos um sistema penitenciário que tenha a capacidade de segregar da sociedade aqueles que cometem crime”, declarou.

De acordo com a assessoria da Secretaria,  Eliton acredita que  “o sistema penitenciário do país está falido”. Segundo ele, o descontingenciamento dos recursos do Fundo Penitenciário, da ordem de R$ 2 bilhões, possibilitaria um suporte aos Estados na reforma das suas unidades prisionais.

LEIA MAIS: Governador e vice enaltecem atuação de Maguito Vilela em Aparecida

“A questão penitenciária passa por novos marcos regulatórios que são de competência do Congresso Nacional, para permitir inclusive que a iniciativa privada possa fazer investimentos nesse setor, para permitir um novo modelo de gestão do sistema, para abrir os horizontes segundo as necessidades que temos hoje”, disse José Eliton.

O vice-governador ainda destacou novas penitenciárias que serão entregues no Estado. “Estamos inaugurando três novas unidades em Goiás e o governador Marconi já autorizou o lançamento de mais uma grande unidade pra substituir a atual POG na cidade de Aparecida”, disse.

Fuga

Segundo informações da Polícia Civil, dois presos serraram grades dos fundos da Delegacia de Capturas e pularam os muros da área de banho de sol, que dão acesso à Avenida Atílio Correia Lima. Em nota, a Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária relatou que diligências já foram colocadas em curso tanto para recapturar os fugitivos quanto para apurar possíveis falhas durante a fuga. Em setembro, outros sete detentos fugiram da Delegacia de Capturas serrando grades do local. Confira a nota da secretaria.

Nota

“A Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária informa que na madrugada desta segunda-feira (07/11), os detentos Tiago de Souza e Maciel Brener da Silva Moreira, que estavam presos na Delegacia Estadual de Capturas (Decap), localizada no complexo das Delegacias Especializadas, em Goiânia, serraram a grade da cela e fugiram ao saltar o muro da área de banho de sol que dá acesso para a rua.

Tiago foi preso no dia 13 de outubro passado, com base no artigo 121 (homicídio), e Maciel foi detido por receptação (artigo 180) e roubo (artigo 157), no dia 19 de outubro do mês passado.

A Polícia Civil já empreendeu diligências com o objetivo de recapturar os fugitivos, e a Corregedoria de Polícia Civil atua no caso para apurar possíveis falhas e negligências por parte dos servidores de plantão.

Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPAP)”

Acompanhe o Folha Z no Facebook, Instagram e Twitter

Comentários do Facebook