Em que banheiro eu vou? – JOGO LIMPO com Rodrigo Czepak

Jogo Limpo com Rodrigo Czepak

Daniela Mercury reproduz icônica foto de John Lennon e Yoko Ono. Se fosse um casal hétero, alguém estaria discutindo? (Foto: Divulgação)
Daniela Mercury reproduz icônica foto de John Lennon e Yoko Ono (Foto: Divulgação)

Em que banheiro eu vou?

Incrível imaginar que os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) irão perder razoável tempo para definir amanhã qual banheiro os transgêneros podem usar: masculino ou feminino. O cidadão nasceu homem, foi batizado André dos Santos Fialho, depois virou mulher transexual e agora está processando um shopping de Santa Catarina por ter sido impedido de usar o banheiro feminino. Um imbróglio que jamais terá fim, afinal o fashion hoje em dia é não ser convencional. A privada é o de menos.

Axé para causar

Sempre fui fã da baiana Daniela Mercury, legítima diva cantando e dançando nos palcos da vida. Um dos melhores shows que já presenciei. Ter assumido relação homoafetiva com a jornalista Malu Verçosa ao completar meio século de vida em nada mudou meu pensamento. Sou fã da cantora, assim como sempre serei dos saudosos Renato Russo e Cazuza, gays assumidos. Agora Daniela, nua, exagera na exposição do casal ao lançar o 15º disco de sua carreira com uma capa imitando John Lennon e Yoko Ono.

Imagem é tudo

“O intuito não é chocar”, declarou a cantora. Me engana que eu gosto. A musa inspiradora de Ivete Sangalo e Cláudia Leite ficou com saudade da polêmica criada há mais de dois anos. Não há melhor combustível para ampliar as vendas do novo trabalho e provocar burburinho na grande imprensa e nas redes sociais. Uma pena porque Daniela Mercury é uma artista acima da média, independente de quem esteja ao seu lado na cama.

Zero de convicção

A realização do Congresso Nacional em Brasília é daqueles momentos em que a cúpula do PMDB mais sofre pela dubiedade em relação ao Governo Dilma Rousseff. Os analistas políticos não perdoam o partido por propagar ruptura, salientar equívocos administrativos e não largar ministérios e cargos.

Iris Rezende vai para a disputa da presidência do PMDB
Iris Rezende escancarou mal estar entre PMDB e PT

Último capítulo

Situação, aliás, muito parecida com o que vem ocorrendo na Prefeitura de Goiânia há dois anos. O drama dos comissionados peemedebistas é porque o pré-candidato Iris Rezende já mandou acabar com o clima de traição explícita, abrindo mão dos cargos. Uma péssima notícia em tempo de crise.

Sal de frutas

Do vice-prefeito Agenor Mariano no congresso do PMDB em Brasília: “Precisamos vomitar o PT do estômago para acabar com o mal-estar”.

Show de caneladas

O ala direito Daniel Alves aproveitou a entrevista coletiva ontem para colocar mais lenha na fogueira na conflituosa relação entre jogadores e ex-atletas que hoje empunham microfone. O jogador não quis citar nomes, porém a birra do elenco recai sobre comentaristas como Neto (Band), Roger Flores (Sportv) e Casagrande (Globo). Os três são apontados pelos jogadores da seleção como frustrados por não terem ganho título expressivo com a camisa amarelinha.

Comentários do Facebook