Estuprador em série de Aparecida de Goiânia recebe nova condenação

Ele já tinha uma condenação em 2020 por estupro cometido na Vila Romana

Welinton Ribeiro da Silva, condenado duas vezes por estupro - Foto: Divulgação

A Justiça condenou o estuprador em série Welinton Ribeiro da Silva, de 53 anos, a 8 anos de prisão em regime fechado.

Ele havia sido preso em 2019, na Operação Impius da Polícia Civil, após investigações da Polícia Técnico Científica (SPTC), por meio do Laboratório de Biologia e DNA Forense, encontrar o mesmo material genético do Welinton em diversas vítimas de estupro.

A condenação trata sobre um crime ocorrido em setembro de 2009, quando Welinton fingiu assalto a uma mulher no Jardim Buriti Sereno, em Aparecida de Goiânia, com intuito de leva-la sob mira de arma para um lote baldio, onde cometeu o estupro.

O mesmo modus operandi foi utilizado em outras vítimas.

Além deste crime, Welinton responde por outros 17 processos de crimes ocorridos entre 2008 e 2019.

Em 2020, ele também havia sido condenado a 9 anos e 4 meses pelo estupro de uma mulher na Vila Romana, também em Aparecida.

São apurados ao menos 47 estupros de sua autoria, dos quais 33 já foram comprovados.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP-GO), Welinton é o maior estuprador em série do Estado.

Comentários do Facebook