JOGO LIMPO com Rodrigo Czepak

Rodrigo Jogo Limpo

Caiado admite desejo de voltar a medir força com o ex-presidente Lula nas urnas / Foto: reprodução Google
Caiado admite desejo de voltar a medir força com o ex-presidente Lula nas urnas / Foto: reprodução Google

“O cara” é o alvo

Senador Ronaldo Caiado concede entrevista e admite desejo de voltar a medir força com o ex-presidente Lula nas urnas. O tucano Fernando Henrique Cardoso aponta Lula como principal responsável pelo escândalo na Petrobras. Marconi Perillo relembra ter avisado Lula sobre o mensalão. Cartazes em manifestações reforçam o “Fora Dilma com Lula e o PT juntos”. O inimigo número um da oposição atende pelo nome de Luiz Inácio Lula da Silva, algo previsível por seu peso eleitoral. Agora o exagero na dose dos golpes pode ampliar o seu poder de fogo para 2018.

Dança da cadeira

A vida pública é realmente um viaduto com seus altos e baixos. Olavo Noleto volta a ser Subchefe de Assuntos Federativos no Palácio de Planalto depois de uma frustrada candidatura a deputado federal e rápida passagem pela chefia de gabinete do prefeito Paulo Garcia. Mais amadurecido com o recado das urnas e o varejo municipal, Olavo deixa vago um cargo com alto índice de rotatividade. Por lá passaram, recentemente, Nelcivone Melo, Cairo de Freitas e Iram Saraiva Júnior.

Cairo ainda exerce forte influência nos bastidores do Paço Municipal, mesmo sem ocupar cargo desde 2012 / Foto: divulgação
Cairo ainda exerce forte influência nos bastidores do Paço Municipal, mesmo sem ocupar cargo desde 2012 / Foto: divulgação

Urna e caneta

Amigo pessoal de Paulo Garcia, o médico Cairo de Freitas continua exercendo forte influência nos bastidores do Paço Municipal, mesmo sem ocupar cargo desde 2012. Na época em que comandou a chefia de gabinete, o poder de Cairo junto aos demais auxiliares era tão expressivo que chegou a incomodar Iris Rezende. Certa vez o ex-prefeito desabafou sobre o assunto com um deputado peemedebista: “A última palavra em gestão pública é de quem disputa voto. Caso contrário ninguém te respeita”.

Oposição de sempre

O PMDB goiano continua expert em vender para a imprensa algo que não tem. Anuncia reunião no escritório político do ex-prefeito Iris Rezende para discutir eventuais alianças com outros partidos quando ele próprio passa por turbulências internas. O clima anda pesado com a intensa disputa nos bastidores pelo comando dos diretórios municipais. E ao fim da conversa, como querendo justificar algo para seus filiados, eis que surgem as declarações de sempre: “O partido está mais unido do que nunca. Vamos filiar novos nomes, buscar os jovens na universidade, blá-blá-blá, blá-blá-blá…

Abraçados

E por falar em aliança, a provável fusão entre DEM e PTB está mais adiantada do que muitos imaginam. É questão de sobrevivência para os dois partidos, apesar de alguns como o senador Ronaldo Caiado torcerem o nariz para a iniciativa. O x da questão para o democrata está na posição dúbia do PTB em relação ao Governo Dilma Rousseff. Uma ala do partido trabalhista adotou posição crítica e independente, mas a maioria dos deputados quer ver seus “problemas resolvidos” de votação em votação.

Exceção à regra?

Somente um milagre pode evitar que Goiânia passe a integrar lista de capitais onde a implantação do BRT (Corredor Norte-Sul) deixa a desejar. Ampla matéria no Jornal Nacional revelou graves problemas na execução dos projetos em Brasília, Belo Horizonte, Recife e Rio de Janeiro, esta última sede dos Jogos Olímpicos em 2016. A pergunta que não quer calar: qual razão para acreditar que o BRT de Goiânia será o único no país a receber todos os recursos previstos e sair do papel em sua plenitude?

Romário acaba de assumir a presidência do PSB no Rio de Janeiro / Foto: Facebook Romário
Romário acaba de assumir a presidência do PSB no Rio de Janeiro / Foto: Facebook Romário

Baixinho na área      

A fase do senador Romário (PSB-RJ) é tão boa que a bolsa de apostas especula eventuais candidaturas a prefeito ou governador do Rio de Janeiro como se não existissem adversários. O ex-atacante acaba de assumir a presidência do partido e deixa a entender que não fugirá da luta caso haja uma ampla aliança. Já tem carioca defendendo o primeiro projeto administrativo de Romário: Futvôlei Itinerante.

Comentários do Facebook