Morador de rua ganha 'dia de beleza' em Goiânia e fica irreconhecível

Homem de 45 anos costuma ser visto catando latinhas nas imediações no Setor Marista com sua cabeleira e barba características

morador de rua beleza Goiânia
"Dia de beleza" transformou morador de rua em Goiânia | Foto: Reprodução

Um morador de rua da cidade de Goiânia ganhou um “dia de beleza” e passou por uma grande transformação visual nesse sábado (12).

João Coelho Guimarães, de 45 anos, costuma ser visto catando latinhas nas imediações no Setor Marista com sua cabeleira e barba características.

Mal ele poderia imaginar que o último dia 12 de dezembro marcaria para sempre a vida dele.

Confira imagens da transformação:

 

Em seu dia de beleza, João entrou em um estabelecimento que reúne moda masculina e barbearia e pediu um objeto para aparar a barba.

O dono do comércio, o cantor Alessandro, da dupla com César, decidiu fazer mais que isso.

“Foi espontâneo. Ele passou na porta e estava muito barbudo. Pediu uma lâmina de barbear. Eu já conheço ele há uns 2 meses, sempre passa aqui. Então, surgiu a ideia de dar um banho de loja nele”, relatou.

Após receber o presente, João certamente não seria reconhecido novamente nas ruas.

Além de cortar o cabelo e fazer a barba, ele ainda ganhou 1 paletó, 3 camisas, uma calça e 1 sapato.

De acordo com Alessandro, Seu João é uma pessoa calada, mas saiu agradecendo por tudo.

O cantor disse que espera que a ação estimule as pessoas a fazerem o bem “sem olhar a quem”.

“Esta é a campanha que queremos incentivar para começarmos 2021. Esse ano foi difícil para todos, mas conseguimos nos reinventar e descobrimos o quanto precisamos uns dos outros. Feliz Natal e um ano novo com muita saúde mental, física, espiritual e financeira para todos nós”, publicou nas redes sociais.

cantor Alessandro morador rua Goiânia
João Coelho e o cantor Alessandro | Foto: Arquivo pessoal

LEIA MAIS ➡️ Mulheres são maioria em Goiânia, revelam dados


Acompanhe tudo que acontece em Goiânia seguindo o Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook