Programa estadual vai selecionar alunos para estudar fora do país

Superintendente da Juventude da Secretaria de Estado de Governo (Segov), Leonardo Felipe / Foto: Folha Z
Superintendente da Juventude da Secretaria de Estado de Governo (Segov), Leonardo Felipe / Foto: Folha Z

A Superintendência da Juventude foi um dos poucos órgãos que sobreviveram aos drásticos cortes de secretariado feitos pelo governador Marconi Perilo em 2015. Para muitos, esse foi um indicativo da eficácia e da relevância desse trabalho realizado entre os jovens goianos. Partilhando dessa opinião, o superintendente da Juventude da Secretaria de Estado de Governo (Segov), Leonardo Felipe, afirma que há mais projetos importantes por vir.

Uma dessas iniciativas é o Goiás Sem Fronteiras, programa que visa enviar jovens estudantes goianos para se qualificarem em universidades do exterior, aos moldes da versão nacional, que é o Ciência Sem Fronteiras. A diferença é que o estadual tem foco primeiramente nos estudantes do ensino médio, e não universitários. Dessa maneira, os intercambistas fazem qualificação técnica ao invés de graduação.

Para saber mais, leia a edição impressa do Folha Z de abril.

Comentários do Facebook