Quase 2 anos de promessa e nada de UPA no Jardim América

Anunciada ainda em 2013, transformação do Ciams em Unidade de Pronto Atendimento ainda não tem nem mesmo projetos finalizados. Na placa, previsão de entrega foi tampada com uma mão de tinta

Placa fixada em frente ao Ciams, com a data de entrega rasurada (Foto: Guilherme Coelho)
Placa fixada em frente ao Ciams, com a data de entrega rasurada (Foto: Guilherme Coelho)

Os frequentes problemas na Saúde municipal tiram o sono da população goianiense. O cidadão não pode nem adoecer, porque sabe que não terá atendimento digno nos Centros Integrados de Atenção Médico Sanitária (Ciams) – e, por vezes, nem no sistema privado. Mas, nesse caos de constantes greves e falta de profissionais, poucos são os que se lembram da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Jardim América, prometida há quase dois anos e sem ao menos previsão para o início das obras.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), há um projeto arquitetônico de ampliação e adequação da unidade, elaborado pela equipe do Departamento de Engenharia e Arquitetura e aprovado pela Vigilância Sanitária. Mas, desde 2013, tudo o que se vê é apenas planejamento e nada de ação.

Ainda segundo a SMS, não há profissionais suficientes para elaborar os projetos complementares de fundação, estrutura, sistema hidráulico, elétrico e orçamento. Para suprir essa necessidade, foi aberta uma licitação para que seja contratada uma empresa especializada nesse tipo de atividade. O processo está na Controladoria Geral do Município para certificação de empenho e liberação dos mesmos para que a empresa inicie os projetos.

Planos

Ainda em 2013, a prefeitura anunciou que, assim que fosse entregue a UPA do Novo Horizonte, seriam imediatamente iniciadas as obras no Jardim América.

Mas não existe prazo para o início das obras no Ciams do setor, que consistirão em reforma e modernização em todos os ambientes. “Será ampliado o bloco de urgência, ofertando à população mais consultórios médicos de emergência, serviço de radiologia, maior número de leitos de observação, leitos de reanimação e laboratório completo”, relatou em nota a Secretaria de Saúde.

Cobrança

Faz parte do perfil editorial do Folha Z não abandonar as reivindicações do goianiense até que as pautas sejam cumpridas. No caso do Ciams Jardim América, voltamos a falar do assunto e cobrar uma posição da administração municipal. Uma reportagem de setembro de 2013 relatou que o prefeito Paulo Garcia anunciava os intermináveis benefícios que as obras no Ciams trariam para o bairro, mas as coisas boas não saíram do papel. Voltamos a cobrar. Cadê a UPA do Jardim América?

Comentários do Facebook