Vereador e assessor estavam em carro da prefeitura envolvido em acidente com vítima fatal em Goiânia

O vereador Paulo Borges estava dentro do veículo que sofreu um acidente no último sábado (9) | Foto: Reprodução / TV Anhanguera
O vereador Paulo Borges estava dentro do veículo que sofreu um acidente no último sábado (9) | Foto: Reprodução / TV Anhanguera

Segundo a Polícia Civil, o vereador Paulo Sérgio Povoa Borges (PR) era um dos ocupantes do VW Voyage que se envolveu em um acidente de trânsito no último sábado (9). O motociclista Bruno Alexandre Nicolau de 20 anos faleceu na Avenida Americano do Brasil, em frente ao Parque Areião, no Setor Marista.

A Polícia Civil divulgou que o veículo realizou uma conversão à esquerda e foi atingido pela moto, que ia pelo sentido contrário. De acordo com a polícia, o vereador e seu assessor Tiago Alves fugiram do local e deixaram o motorista Marcos Roberto, diretor do Sine, preso nas ferragens e com fratura exposta.

Roberto foi resgatado pelos bombeiros horas depois e levado ao Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo). O motorista foi submetido ao teste do bafômetro e ficou constatado que ele não havia ingerido bebidas alcoólicas antes de pegar a direção.

Ainda segundo a Polícia Civil, a vítima morreu por causa da colisão e teve o corpo arremessado a poucos metros do carro da prefeitura. O Corpo de Bombeiros disse que quando a equipe chegou ao local do acidente a vítima não apresentava sinais vitais. Foram realizadas tentativas de reanimação, mas o motociclista já havia ido a óbito.

LEIA MAIS: Carro do Uber capota na Perimetral Norte

Socorro determinante

“A conduta esperada de um agente público nesse caso, é que no minimo, socorra a vítima. Esse socorro poderia ser determinante”, afirmou a delegada Nilda Andrade, titular da Delegacia Especializada em Investigações de Crimes de Trânsito de Goiânia (Dict).

Nilda ainda afirmou que os envolvidos no acidente seriam ouvidos nesta segunda-feira (11). A delegada aguarda o laudo pericial. “O vereador e o assessor podem responder por omissão de socorro e o motorista do veículo por homicídio”, informou a delegada.

A assessoria do vereador divulgou que Paulo Borges passou mal com o acidente e, como o mesmo aconteceu na frente do prédio onde mora, ele foi para o apartamento tomar um remédio e mandou acionar o Samu.

Comentários do Facebook