O deputado estadual e vice-presidente do MDB goiano, Paulo Cezar Martins, criticou a postura de Daniel Vilela no rompimento com Rogério Cruz e o comparou com Maguito na condução do partido.

“Maguito ouvia os companheiros, e não apenas determinados grupos de convertidos”, criticou.

Críticas

Segundo o parlamentar, faltou diálogo por parte do presidente do partido em Goiás.

“O importante não é ficar discutindo cargos, mas pôr em prática um projeto de desenvolvimento para Goiás”, opinou.

Além do deputado, vereadores do MDB continuaram na base do prefeito Rogério Cruz, o que, segundo especialistas políticos, foi uma “pirotecnia” a saída dos 14 auxiliares.

LEIA MAIS ➡️ Daniel admite racha no MDB após rompimento com Cruz


Acompanhe a Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook