Olímpico: inauguração é adiada e seleção não treina no estádio

Neymar e a seleção olímpica devem treinar no estádio antes do amistoso contra o Japão. | Foto: Guilherme Coelho
Neymar e a seleção olímpica não treinarão no estádio antes do amistoso contra o Japão | Foto: Guilherme Coelho

Mais uma vez a reinauguração do Estádio Olímpico de Goiânia foi adiada. De acordo o presidente da Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop), Jayme Rincón, a organização do evento e a presença da seleção brasileira na capital inviabilizam a abertura no dia 25 de julho, data planejada pela Agetop  em junho.

Para marcar a abertura no dia 8 de agosto, um jogo entre uma seleção goiana e uma seleção de jogadores famosos será exibido. Mas a organização também estuda a ideia de um evento de atletismo.

LEIA MAIS: Atacante Patrick Leonardo deixa o Remo e pode parar no Vila Nova

No início, a expectativa era de realizar a inauguração do Olímpico com um jogo do Brasil, mas, devido à capacidade reduzida do estádio, a Seleção jogará no Serra Dourada, no dia 30 de julho, em amistoso contra o Japão na preparação para os Jogos Olímpicos.

Complexo

O novo Estádio Olímpico faz parte do projeto do Complexo do Centro de Excelência do Esporte ao lado do Ginásio Rio Vermelho, do Laboratório de Capacitação Atlética e de um parque aquático. Segundo Rincón, a cerimônia de inauguração significará a abertura do complexo como um todo, não apenas do estádio.

Segundo a Agetop, o custo da obra é de R$ 158,65 milhões. Estão inclusos alojamento para 300 atletas, sendo 150 homens e 150 mulheres, além de refeitório , academia, quadras e auditório para 200 pessoas.

Comentários do Facebook