Ronda não voltará aos octógonos antes de julho, afirma treinador

Ronda estrelará Road House (Foto: Divulgação)
Ronda estrelará Road House (Foto: Divulgação)

Depois da derrota de Ronda Rousey, na luta principal do UFC 193, no ano passado, para Holly Holm, a musa do UFC pegou 180 dias de suspensão médica. Mas parece que isso não chega a ser um problema para a ex-campeã dos pesos galos (61 kg), que ao que tudo indica, não está com pressa de retornar ao octógono.

A loira está com a agenda cheia, mas como atriz. Durante o primeiro semestre deste ano a americana para descansar, uma vez que seu treinador, Edmond Tarverdyan, negou qualquer possibilidade de um retorno ao ringue em julho. De qualquer forma, não há previsão próxima para uma revanche com sua algoz pugilista.

Segundo Tarverdya, em entrevista a ESPN, julho seria muito cedo para o retorno de Ronda. Ele destacou que a ex-campeã lutou três vezes em 2015 e por isso merece um descanso, que segundo o técnico, já foi acordado com o chefão do UFC, Dana White.

LEIA MAIS: Nova desafiante ao cinturão do UFC, Miesha Tate elogia Holly Holm

Atriz

Além disso, para o treinador a lutadora precisará de quatro meses para treinar depois do fim das filmagens de Road House. Apesar da suspensão médica, Ronda “Rowdy” Rousey treina, mais leve, para manter a forma e para as lutas que terá de encenar no filme.

Ressaltando que a musa do MMA precisa descansar e relaxar, Edmond lembrou que Ronda fez uma luta após a outra e, apesar, dos combates terem sido rápidos, o desgaste não se resume ao tempo gasto dentro do octógono.

“É sobre o treinamento. É sobre ela treinar pesado e se dedicar 100% o tempo todo. Acaba ficando difícil para o corpo. A Ronda passou por muitas coisas, precisou operar o joelho… Nós não queremos passar por isso de novo. Precisamos relaxar, ir no nosso tempo, e colocá-la em sua melhor forma – física e mentalmente”, falou a ESPN.

Comentários do Facebook