De acordo com estimativa da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Goiás deve enfrentar a 2ª onda de contaminação da covid-19 em janeiro de 2021.

Apesar da previsão, o vice-prefeito eleito da capital, Rogério Cruz, afirmou que a gestão não pretende aderir a outro lockdown do comércio.

Em entrevista à Rádio Sagres, ele afirmou que a ideia é seguir o modelo adotado pelo prefeito de Aparecida de Goiânia Gustavo Medanha (MDB).

Modelo seguido por Aparecida

Na cidade vizinha, o emedebista dividiu a cidade em macrozonas, fechando os comércios por região em determinado dia e aos finais de semana.

Ainda conforme o vice eleito, o objetivo é não prejudicar a saúde da população nem a economia da capital.

“O prejuízo foi muito pequeno para os comerciantes de Aparecida. O modo que Mendanha estudou deu certo”, opinou Rogério.

Para definir os rumos a serem tomados, Cruz disse que será feita uma reunião com a secretária de saúde Fátima Mrué.

Na oportunidade, o vice eleito disse que a pasta deverá apresentar um relatório sobre o que foi executado e os planos de ação que a cidade necessita.

Rogério Cruz é ligado à igreja Universal | Foto: divulgação
Vice eleito, Rogério Cruz, é ligado à igreja Universal | Foto: divulgação

LEIA MAIS ➡️ Trabalhadores da 44 terão teste de covid GRÁTIS


Acompanhe a Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook