Mulheres poderão ter desembarque especial em ônibus de Goiás

Ideia é que as passageiras possam optar por local "mais seguro e acessível" para desembarcar do transporte intermunicipal

Desembarque só para mulheres pode virar lei em Goiás | Foto: Reprodução
Desembarque só para mulheres pode virar lei em Goiás | Foto: Reprodução

Desembarque especial para mulheres no transporte coletivo pode virar lei em Goiás.

A proposta da deputada Lêda Borges (PSDB) foi enviada a Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ) a Assembleia Legislativa.

Se aprovado o Projeto de Lei 1283/19, as mulheres que utilizarem os serviços metropolitanos de transporte coletivo poderão optar por um local “mais seguro e acessível” para desembarque.

O funcionamento se dará em dias úteis, feriados e fins de semana, de 21h até 5h da manhã seguinte.

Já o critério a ser considerado deverá ser a identidade de gênero autodeclarada, independente do que constar em documentos ou registros públicos.

Esse adendo permite a utilização do desembarque especial por travesti e mulheres transexuais.

Justificativa

Como justificativa, a deputada afirma que o transporte intermunicipal cumpre papel importante para viabilizar rotinas de trabalho ou estudo fora da cidade em que a mulher reside.

Assim, segundo ela, essa política viabilizaria melhores condições de acesso a serviços públicos, trabalho, educação e saúde por essas mulheres.

“A violência contra a mulher é um problema grave do Estado brasileiro. A questão do transporte noturno, com paradas de ônibus em locais escuros e desertos, é uma realidade que coloca, muitas vezes, as mulheres numa situação de vulnerabilidade e insegurança”, explicou.

Caso aprovada pela Alego, a lei deverá ser regulamentada “no prazo máximo de 60 dias a contar da data de sua publicação”.

Confira a íntegra do projeto.

Ônibus Rosa: aprovado projeto de linhas exclusivas para mulheres em Goiânia


Acompanhe tudo que acontece em Goiás seguindo o Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook