Paulo Garcia apresenta as bicicletas compartilhadas de Goiânia

Paulo Garcia apresenta protótipo de bicicletas compartilhadas entre (à esq.) Edilberto Dias, presidente da Comurg e vereador Anselmo Pereira, presidente da Câmara Municipal (à dir.) | Foto: Ângela Macário
Paulo Garcia apresenta protótipo de bicicletas compartilhadas entre (à esq.) Edilberto Dias, presidente da Comurg e vereador Anselmo Pereira, presidente da Câmara Municipal (à dir.) | Foto: Ângela Macário

O protótipo da bicicleta pública compartilhada de Goiânia e locais que receberam as estações foram apresentados nesta terça, 8, pelo prefeito Paulo Garcia no Paço Municipal. Na ocasião, o prefeito afirmou que o projeto Mobike, como será chamado, significa um passo na melhoria da mobilidade urbana, na melhoria da saúde e da qualidade de vida da população.

“Esse é mais um grande compromisso da nossa gestão que ficará para a história. Aqueles que, porventura, tiverem a oportunidade de pedalar pela cidade, conhecerá o espaço urbano por um outro ângulo. O cicloativismo é uma tendência moderna e irreversível. O tempo dirá que estou certo”, afirmou.

O presidente da Câmara de Vereadores, Anselmo Pereira, presente na solenidade, elogiou o trabalho da administração municipal. “Estamos assistindo o prefeito Paulo Garcia fazer uma série de intervenções na cidade. Paulo Garcia muito vez e pouco mostrou”, disse.

LEIA MAIS: Mais procurados: PF e Interpol pedem ajuda para identificar criminosos

Prefeito Paulo Garcia comemora Projeto Mobike Gyn com cicloativistas| Foto: Ângela Macário
Prefeito Paulo Garcia comemora Projeto Mobike Gyn com cicloativistas| Foto: Ângela Macário

Estações

Segundo o diretor técnico da Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC), Sávio Afonso, inicialmente, serão implantadas 15 estações, cada uma com 10 bicicletas, além de 12 vagas extras para receber as que cheguem de outros pontos.

“Hoje Goiânia tem mais de 80 km de trechos cicloviários. E por determinação do prefeito Paulo Garcia, até o final do ano serão 100 km”, disse.

Os cidadãos poderão alugar as bicicletas após cadastro e aquisição de um cartão magnético, por períodos pré-determinados. O serviço terá quatro taxas de uso, R$ 4,00 para um dia, R$ 8,00 mensal, R$ 35,00 semestral e R$ 70 anual. O cadastro e o pagamento serão feitos de forma digital, via internet.

Elogio

O cicloativista Tobias Ragonese, também presente no evento, elogiou as bicicletas: “A estrutura é excelente, durável e só de utilizar shimano e buzinas já é um grande avanço”. Os pontos que receberão as estações são os seguintes: Praça Tamandaré, Avenida Paranaíba com a Avenida Goiás, Praça do Bandeirantes, Praça Cívica, Avenida Universitária, Bosque dos Buritis, Avenida T-7 com a Av. Assis Chateaubriand, Praça Gilson Alves de Souza, Praça do Sol, Rua 9 com a Av. T-55, Avenida Ricardo Paranhos, Parque Areião, Parque Vaca Brava e Avenida 85 com T-63.

Acompanhe o Folha Z no Facebook, Instagram e Twitter

Comentários do Facebook